segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Ensaio sobre a dor.
Como estou? Estou magoado .
Se fica tão evidente esse desespero por que ninguém me deixa sofrer sozinho ?
Eu estou magoado a muito tempo , isso vem de muito antes , decidiram  que eu seria frio e calculista e eu abracei a ideia tentando ser forte .
Por favor se fica tão evidente o quanto eu tento não chorar , ou não sentir falta o mínimo que você pode fazer é me deixar com essa dor .
Como estou ? eu estou triste , não consigo chorar , minha fé em mim é abstrata e solúvel .
Dormi como um guerreiro e acordei estirado no campo de batalha .
Enquanto eu lutava no escuro eu enfrentava a mim mesmo , e como resultado me venci . não sobrou nada além do pó do que eu era , e a rocha que vim a ser .
Se o peito dói , e o coração aperta eu não choro mais , agora as lagrimas secaram , os olhos secos e machucados escondem meus demônios , e de tão escuro que aqui dentro passou a ser, no meu desespero abracei a dor e a tratei como um ente querido .
Por favor não me diga que agora soou obrigado a ser feliz e lançar mão daquilo que me acolheu .
Como estou ? estou oco .
Por que estou? Por que de todas as dores físicas que eu poderia me provocar eu decidi pela pior , arrancar meu coração e ainda continuar com os sentimentos . agora entenda como posso sentir se quando algo acontecer nada aqui dentro vai acelerar , ou pausar , ou no mínimo oscilar .

Eu estou magoado , então por favor não queira amor de mim , por que ele é indistinguível em meio as cinzas....